Shelly1 + Intercom / Video Porteiro (abertura porta remota + notificação campainha)

Olá pessoal,

Tenho um pequeno desafio que é colocar alguma inteligência num velhinho intercom Comlit 4542/2P com um Shelly1.
A ideia seria:

  1. abrir porta remotamente
  2. identificar quando alguém toca na campainha (eventualmente usando o SW do Shelly1 em detached mode)

Da investigação que fiz o funcionamento de qualquer Intercom num prédio depende também largamente do resto da instalação mas para começar abri-o e analisei as ligações:


Depois fiz algumas validações:

  • Olhando para a legenda saltou logo à visto o “+” e “-” no entanto medindo com um voltímetro não passa nada.
  • Calculo que o “+” e “-” seja a alimentação do ecrã e apenas passa quando alguém toca na campainha (não consigui testar isso porque estou sozinho)
  • Para ver que combinação é que fazia com que o trinco se abrisse olhei para o circuito e ia seguir para onde ia o circuito saido do botão mas vi que ao lado tinha um P1… que também estava nos conectores por isso com um cabo liguei o P1 ao “-” e foi logo à primeira :slight_smile: abriu a porta da rua (tinha o intercom instalado e pelo auscultador pude ouvir o trinco a abrir)
  • Com o voltímetro vi que entre o P1 e “-” passam 20V.
  • Com isto podia eventualmente ligar oShelly 1 com o P1 no I e o “-” no O… mas como posso alimentar o shelly?

E foi aqui que parei :slight_smile: Alguém tem alguma dica de como posso concluir este desafio, nomeadamente para conseguir alimentar o Shelly1.

Obrigado em avanço pela ajuda

PS - Depois numa segunda fase tentar usar o mesmo shelly para identificar se alguém toca à campainha, estava a pensar meter alguém lá em baixo a tocar e eu a ver se algum cabo passa qq coisa e depois mete-lo ligado ao SW (configurado como detached)… mas ainda não pensei bem nisto.

Tens de ver nesses fios se tens tensão permanente em algum deles. Se tiveres 230V alimentas o shelly.

Senão vê nessas marcações de + e - se tens tensão contínua permanente em algum deles. Se tiveres 5V em vez de um shelly usas um nodemcu e alimentas o nodemcu diretamente com os 5V.
Se tiveres mais de 5V… Por vezes encontra-se 20V podes utilizar um stepdown que reduz tensão contínua para os 5V para alimentar o nodemcu.

Algo deste gênero…
https://banggood.app.link/cD517LVdd1

Nesse do link podes utilizar até 28V DC na entrada para reduzir para os 5V DC

Caso tenhas baixa tensão AC permanente também existem conversores e redutores para os 5V DC.

Flashar tasmota no nodemcu para integrar com o home assistant.

1 Like

Obrigado. O P1 passa 20V que é o que abre a porta.
Para o shelly1 não deve chegar mas posso testar… mesmo com o stepdown e um nodeMCU se o unico que tiver tensão for este não sei como isto tudo se comporta… provavelmente ficar a “abrir a porta” infinitamente não?

No inicio disse que ao fazer o short entre P1 e “-” abriu mas na realidade entre P1 e por exemplo “4” tb abre… Tenho de rever mais uns cenários.

Obrigado

Ok. Mais alguma informação:

P1 - 19,90V (abre porta da rua quando ligado ao “4” ou “-” (ambos 0V)
4 - 0V
3 - 10,09V
2 - 4,42V
S - 0V mas quando se toca na campainha da porta de casa passa a 14,66V
AC - 0V
(os restantes é tudo 0V)

  • Não sei para que serve o 3 e 4 mas talvez seja o Mic e Auscultador.
  • O AC como esta ligado ao S com o que parece ser uma resistência teria tendência a assumir que seria a campainha da porta da rua

Posto isto não sei se tenho maneira de alimentar seja um shelly ou outra coisa qualquer… Se o que assumi está correcto, qualquer um dos elementos com Voltagem despoleta uma ação quando shorted com algo com 0 (como é o caso do P1) por isso usa-los como fonte de energia quer dizer que eventualmente iam esta sempre a abrir o trinco, ou ficar com mic ou auscultador ligado…
Será ou estou a complicar?

Abraço

Outra hipótese que tens é arranjar maneira de levar alimentação até ao intercomunicador para poder alimentar um shelly ou nodemcu.
Segue o tubo que chega ao intercomunicador para ver se passa em alguma caixa em que possas colocar um nodemcu e alimenta-lo.

Caso não consigas alimentação de maneira nenhuma, podes colocar um relé de 12v no S para ligar o relé quando tocam á campainha. Tem atenção se a tensão é DC ou AC.
O contacto NO do relé ligas num sensor de porta xiaomi zigbee que vai enviar a notificação sempre que alguém tocar na campainha.

Tens a vantagem de não precisares de alimentação para o sensor devido a este funcionar com pilha que dura bastante tempo.

O sensor que falo é este…

A parte electromagnetica não utilizas. Abres o sensor e onde tens o contacto que vai ser ativado pelo íman, ligas lá os fios que vem do contacto do NO do relé.
Desta forma, sempre que alguém toque na campainha activa o relé, fecha o contacto, que por sua vez activa o sensor xiaomi.

Para ficares livre da gateway da xiaomi utilizas uma pen CC2531 para receber o sinal zigbee do sensor e de mais equipamentos zigbee que queiras utilizar.

Tudo isto são orientações para fazeres pesquisas sobre estes temas.
Há muita informação no fórum sobre zigbee, pen CC2531 e sensores.
Boas leituras :wink:

Obrigado. boas dicas.
Tenho dois tubos… um vai para o interruptor da porta de casa, o outro vai para o da porta do prédio. Tenho de ver se antes de “saírem de casa” passa por algum sitio. Quando abri as caixas todas para meter shellys nas luzes não me recordo de ter visto algo mas vou ver novamente.

A solução da campainha é interessante. Até tenho aqui um sensor RF 433 que tb deveria funcionar nesse esquema mas antes de ir por ai preciso de esgotar as outras soluções porque o principal é mesmo abrir a porta.

Outra possível solução seria alimentar com uma pilha… mas o shelly precisa de 12V DC e n deve estar optimizado para pilhas… calculo que seja uma manjedoura de pilhas :slight_smile: . Node MCU precisava “só” de 2xAAA mas também não se se é viável em termos de consumo.

Obrigado

Não é viável utilizar pilhas/baterias com o nodemcu e derivados.
Equipamentos com pilhas só zigbee para sensores de temperatura e switch como aquele do link.

A melhor solução será veres se encontras ligação entre os vários tubos e caixas de derivação para fazer chegar alimentação externa ao vídeo porteiro.

Tenho algo parecido mas junto da campainha consegui passar um fio para alimentar um nodemcu onde tenho uma placa de dois reles…
Um abre a porta, onde desactiva o som da campainha…depois aproveitei mais um pino do nodemcu e liguei um sensor de vibracao onde o encostei ao buzzer…sempre que a campainha toca faz o sensor vibrar onde envia dados para o mqtt que por sua vez depois notifica no telegram… isto para a campainha da rua…para a campainha de cima ja na escada tenho uma campainha rf onde emite um sinal 433 em que o sonoff 433 le o sinal e por sua vez tambem notifica no telegram. Só não tenho é camara na rua…so na escada.

1 Like

Fumo branco :slight_smile:
Se a campainha da porta passa 15V podia sempre passar um cabo directo da entrada da campainha para alimentar seja o que for… mas ainda ficou mais fácil pq a alimentação da campainha passa na caixa do intercom… é um cabo que passa de um tubo para outro.

Agora tenho de arranjar um step down dos 15V para 12V (no caso do shelly) ou 5V (no caso do nodeMCU) e descobrir qual o cabo que é usado pela campainha da rua (que calculo que seja o AC)

@RodolfoVieira… Camara da rua no meu caso até não deve ser complicado pq recebo um coaxial… mas não tenho grande interesse pq a qualidade é má e não tem custo/beneficio para mim.
PS - deixaram-te por uma camara na escada?

Eu não queria ser desmancha-prazeres porque acho que este é um bom projecto e bastante util mas tenho de chamar à atenção para o seguinte: NUNCA em circunstancia alguma deves usar a alimentação do intercomunicador para alimentar o Shelly (ou outra coisa qualquer) por um motivo muito simples, a fonte alimentação do sistema é comum a TODAS as pessoas do prédio e se fizeres asneira TODOS são prejudicados.

Utiliza uma alimentação separada e testa as funções que queres sem estar ligado ao intercomunicador. Se tudo estiver bem, aí sim podes fazer a ligação.

Boas,

Eu tenho uma coisa dessas com o wemos D1 mini e uma placa de 2 relés, um dos relés abre a porta, o outro faz a comutação… ou segue para a o buzzer, ou para o pino que apanha o sinal…
Para alimentação, tenho um interruptor ao lado da campainha, puxei de lá dois cabos e utilizo uma fonte igual a dos onofres.

Problemas… ao tocar lá em baixo, nem sempre apanha o sinal, e quando vou medir alterna entre 0 e 12v muito rápido.

muitas vezes quando toco lá em baixo talvez por exesso de carga o wemos faz reset e o relé de abrir a porta fica fechado… o que faz com que a porta fique sempre em carga a abrir.

ainda tenho de ver como resolver a questão…

Não sou grande guru… mas enquanto não descobres e corriges a causa real podes tentar fazer com que quando o wemos inicia força o relé a estar aberto.

é um bom ponto e muito importante, até porque alguém antes já fez asneira e tiveram de desligar a activação da camera pelo intercom. Agora só mesmo quando alguém toca lá em baixo (ou seja só alimenta o ecrã quando alguém liga)
O ideal era ter fonte externa sempre.

1 Like

Sim, eu moro no último andar e os vizinhos são todos porreiros :wink:

Utilize um esp8266, adicione um relê no botão para abrir a porta,
Para a notificação da campainha você pode ligar o buzy Da campainha como uma entrada no esp8266.
(Depois de escrito que vi que vários já falaram a mesma coisa, kkkkkk)
Ps. Toda ligação é feita dentro da sua casa, diretamente no seu porteiro eletrônico, não tendo nenhum vínculo com o restante do prédio.

Obrigado. Aqui a grande questão era mais descobrir quais as ligações e ter energia para alimentar seja o que for.
Eu ultimamente tenho sido mais pragmático :slight_smile:… até tenho ali um D1 mini, mas ao preço que o Shelly1 está, à sua construção e à flexibilidade que traz não sei se compensa andar a fazer algo custom… pelo menos para mim.

@tiagofontoura, é verdade que a ligação é feita dentro de casa mas o facto de estar a ligar seja o que for (in or out) usando cabos que vem da interface principal já podemos estar a interferir no restante do prédio, por isso é preciso estar muito consciente do que se está a fazer.
Basta um sobrecarga em algum dos cabos para queimar qq coisa na interface principal.

1 Like

Vou começar um projecto semelhante, mas a ideia é integrar com o HomeKit para que abra a porta automaticamente quando detecta que estou “a chegar a casa”.

Caro Diogo Rodrigues, que solução acabou por implementar?

Estava a pensar usar um Sonoff mini e flashar com HAA, para nao precisar de hubs.
Contudo, queria usar o power do intercom que é só 20v. Qual a melhor maneira de tornar isto viável?

Em alternativa, podia usar um Wemos D1 mini mas aqui tinha que ainda adicionar um relay, certo?

Nesta primeira fase, não é essencial que fique ligado ao HA

O plano é usar o shelly 1 alimentado externamente… como interino (porque não tenho ponto electricidade perto) estava a planear usar um voltage step down… Até encomendei tudo mas estão na prateleira :grin:
Não é a maior das prioridades e depois de ter chegado o step down nunca tive tempo.

Obrigado pelo update.

Depois de alguma pesquisa, cheguei ao Sonoff SV que, em teoria, permite ser alimentado pelo intercom, e ser usado como dry contact para abrir a porta, certo?

O que acham desta solução, tendo em conta que só pretendo abrir a porta?


Copyright © 2017-2020. Todos os direitos reservados
CPHA.pt - info@cpha.pt


FAQ | Termos de Serviço/Regras | Política de Privacidade