Raspberry Pi4 - hardware

Nova raspberry Pi4! É interessante, em particular pelo aumento da memória RAM, melhoria CPU e USB. Tem 4K agora, mas parece ser a menos relevante para o efeito, embora mostre o poder dela.

Requer uma nova distribuição , pelo que ainda terá questões de compatibilidade. Mas certamente será resolvido em breve.

Review detalhada:

1 Like

Efetivamente é um equipamento muito superior em várias pontos relativamente ao anterior.

Contudo, se formos ter em conta a utilização para o HA com addons e outros serviços adicionais e acessórios, continua a sofrer ainda de um grande problema (storage cartão sd com pouca fiabilidade, velocidade,… e ainda não é possível fazer boot por ssd).

No momento da aquisição pode gerar um nível de indecisão maior na versão de 4GB (cartão sd de boa qualidade, caixa, transformador,… ) comparando com o preço de um NUC, que a nível de processamento, armazenamento, expansão, versatilidade,… é exponencialmente superior e com consumos energéticos até inferiores (~8w no N4000) grande parte do tempo, comparados com os anunciados 15w do PI4 com disco usb ligado.

Para aqueles que possam considerar fazer um upgrade de anteriores PI para o novo Pi4, recomendaria que colocassem em alternativa um NUC, caso seja possível gastar um pouco mais…

2 Likes

@Luis_Andrade ainda à uns dias tínhamos falado exactamente sobre a questão dos cartões. Começam já a aparecer no mercado cartões especificos para a execução de aplicações em SD com a sigla A e que são próprios para grandes volumes de I/O.

2 Likes

Mesmo com um cartão específico para o efeito, não terá garantidamente a mesma robustez e performance de um SSD por sata do mesmo tamanho e a preços até inferiores.

Claro que não mas sempre dura um pouco mais que os cartões “normais”. :sweat_smile:

1 Like

Existe sempre a hipótese de colocar um SSD.

Agora as limitações de USB desapareceram e tem USB 3.0, pelo que deve ficar mt bom com um SSD.

Para quem quer ter uma utilização menos complexa acaba por ter uma excelente relação preço/consumo/performance.

Estou a pensar comprar um destes para o tensorflow, assim que descobrir utilidade para aquilo! Ou acho que seria excelente opção para servir como uma instancia HA redundante.

No tensorflow tem o dobro do performance da Pi3. Este artigo está muito bom:

@Luis_Andrade, dada a tua experiência em redundância, achas que seria uma opção interessante e a baixo custo?

Para ter redundância, entendo que estejas a referir a alta disponibilidade… para tal, existem muitas formas de fazer.

Contudo, se o objetivo é ter o hass.io, o cenário mais simples que vejo será só mesmo com redundância para o processamento da VM e storage partilhada também redundante. Para tal, não conheço atualmente nenhum sistema para processadores ARM como o do PI que permita tal coisa. Podes fazer um docker swarm com vários PI… mas, tenho algumas reservas em termos de performance e acredito que o grau de manutenção, complexidade será muito superior a uma plataforma em x86 com um proxmox e ceph… até mesmo a nível de versatilidade… apesar dos custos serem superiores.

@mfrodrigues quando tiver o total suporte, parece ser um bom equipamento para quem iniciar no HA.
Quando conheci a plataforma começei com um 2, e depois passei para um 3b e a experiencia foi bastante positiva, para a qualidade preço . Grau de safistação para o meu setup 5 estrelas.
E de aproveitar que a www.mauser.pt está carregada deles :wink:

1 Like

Viva,

@RodolfoVieira, totalmente de acordo, eu recordo-me que usei por muito tempo o PI Zero que é bem mais fraco. Este hardware chega perfeitamente para algumas necessidades. Tudo depende do uso que se pretende dar e da complexidade do setup e da paciência que se tem para os reboots do serviço :smile:

@Luis_Andrade, embora me agrade MUITO a ideia pelo desafio tecnológico, desagrada-me quando penso no custo/retorno e assim sendo eu não estava a pensar em alta-disponibilidade.

O que tinha em mente era ter um Docker a correr num Raspberry em que sincronizava diariamente as imagens do Docker do meu servidor e deixava a correr um heartbeet(ou similar). Assim, quando o serviço estivesse em baixo, poderia arrancar esta segunda instância.

Na pior das hipóteses tinha um RPO de 24 horas, mas face à forma como tenho isto estabilizado não era crítico e ficava com um RTO de alguns minutos.

O facto de ser totalmente redundante na camada de hardware (incluindo disco), também me dava algum conforto, porque o meu servidor é um PC portátil e embora seja uma máquina de guerra , não tenho qualquer redundância no disco e se ficasse sem servidor, embora tenha backup, ainda demoraria algum tempo até arranjar hardware alternativo.

E como tenho já um disco SSD USB, estamos a falar de uma solução de redundância na ordem dos 40€, que me daria algum descanso em caso de falha de hardware.

Explicando assim desta forma, a abordagem da redundância é razoável? Sincronização das imagens docker será a melhor via?

Possivelmente a melhor abordagem será com o docker swarm. Contudo, não consegues fazer com o hass.io visto o supervisor necessita de controlar o host.

1 Like

Estou a pensar fazer o upgrade para a Raspberry Pi 4 8gb de RAM o objetivo é instalar o raspbian e correr o homeassistant e omv.
Já alguém fez este tipo de instalação na versão 8gb?


Copyright © 2017-2020. Todos os direitos reservados
CPHA.pt - info@cpha.pt


FAQ | Termos de Serviço/Regras | Política de Privacidade