Aquecedores WiFi

Viva, estou a estudar uma forma automatizar os aquecedores, ou comprar uns já com WiFi integrado.
Na primeira opção os aquecedores, estariam ligados a tomadas inteligentes, controladas pela aplicação proprietária, o que seria um pouco limitada, pois apenas permitiria on/off em determinados períodos do dia, já que não tenho tomadas com sensor de temperatura integrado. Ou então estariam configuradas num hassio com sensores de temperatura (ainda a escolher) ligados a uma gateway, que mandavam on/off mediante a temperatura.
Outra opção seria uma “out off the box”, como por exemplo esta marca https://www.millstore.eu/, mas que não conheço muito bem. E que para o caso, talvez seria mais indicada (pois é para casa dos meus pais) e aplicação deles já é muito completa.
Qual a vossa opinião?
Obrigado.

Desaconselho vivamente esta opção, embora tenhas tomadas com 16A. Uma pesquisa na net revela a quantidade de equipamentos desses que ardem (literalmente)… Não esquecer que muitas destas tomadas são made in china e a qualidade do material é duvidosa. O preço normalmente reflete a qualidade.

As tomadas que tenho são de 16A e os aquecedores na carga máxima estariam o consumir 1600W (nunca estariam em simultâneo), no entanto entendo perfeitamente o que dizes. Mas qual seria a opção que aconselhas?

Para esse tipo de cargas a solução a adotar é a utilização de um contactor controlado por um dispositivo IoT qualquer (Sonoff, Shelly, etc) porque a carga da bobine tem um consumo muito pequeno. Mas esta solução é mais utilizada em equipamentos fixos (ar condicionado, aquecedores de parede, etc) pois normalmente o contactor é instalado no QE. Para equipamentos “móveis” é uma solução pouco viável pois terás de instalar um caixa com o contactor e o dispositivo de controlo junto à tomada ou no cabo de alimentação do equipamento.

Se não quiseres chegar fogo à casa, não uses isso.

Então um equipamento como este será a opção mais viável. Já que o próprio aquecedor é que faz o agendamento e tem o termostato?

Ja ha dois anos que tenho uma solução montada com Aqueceder 2000W + Sonoff TH16 + Sensor Temperatura Xiaomi Zigbee (vou agora passar a usar o sensor do próprio Sonoff), tudo controlado pelo HA com o Climate Programable Thermostat e nunca deu problemas.
Tenho apenas o cuidado de ter a regulação manual do aqueceder por default a 50% (1000W) para não apertar com o Sonoff (3600W), embora leve mais um pouco a repor a temperatura qdo esta desce, dá alguma paz de espirito.

O que arde o Aquecedor a ficha a tomada ou tudo?

Info para o pessoal em geral, partindo do principio que a instalação está bem dimensionada e executada, o grande problema dos aquecedores e outros consumidores de grd potencias ligados nas tomadas, normalmente tem a haver com contacto deficiente, ou por mau aperto nas tomadas/derivações ou nos pernos da ficha por a tomadas ter molas fracas ou contactos oxidados.

Depois já sabem como se processa em caso de mau contacto… mau contacto > aquecimento > aumento resistencia > mais aquecimento … e sim pode chegar ao incendiar da ficha ou tomada.
Tal como na industria, devia-se fazer uma revisão dos equipamentos e apertos em toda a instalação, especialmente em tomdas de aquecimento e ligações de grd consumo como fornos electricos.

Tomadas de aquecimentos e aparelhos de potencia, prefiro as de bases ceramica e aperto por parafuso.

Outra coisa, não confiem muito nos 16A do chines, cheguei a ter uma extensão que qd necessitei de reparar cada condutor tinha apenas 3 “fios” , sim 3 fios daqueles fininhos, nunca ardeu pk usava basicamente para a ganbiarra, se for para usar nos aquecedores … comprem de marca reconhecida.
.
Quanto as relés dos sonoff / Shelly serem de 10/16A … como nunca testei, até custa a acreditar que uma coisa tão pequena aguente tanto:slight_smile:
Experiencia propria tenho aquecedores electricos (pot. max. 1700W) pendurados em tomadas com temporizador que ainda são das convencionais e até há data já lá vao uns anos muito largos e nunca ardeu nada.

Sim e se integrar com o HA melhor.

Jorge Assunção, tenho várias tomadas em casa, umas da shelly, outras da SONOFF, Blitzwolf e até uma com 2 anos da TPLINK. Umas ligadas a aquecedores, outras em lampadas, termo-acumulador, desumidificador, etc. E estava a pensar em começar um projeto com o HA, para as ligar em função da produção dos paneis solares (pois mudei para auto consumo). Então devo esquecer isso?

Acho que se quiseres avançar deves verificar se tens o seguro da casa em dia e rezar para se houver um incendio o inspector do seguro ser míope ou não perceber nada de IoT…

Entendido, aliás obrigado pelo esclarecimento. Mas poderei utilizar tomadas dessas em cargas pequenas, como televisão e box ou até num computador, ou desaconselhas totalmente a sua utilização?
Obrigado.

Para esse tipo de cargas não há problema, o grande problema são aquelas cargas resistivas muito grandes que estão ligadas durante muito tempo. Já coloquei isto aqui no Fórum e também no nosso Discord mas nunca é demais relembrar…

NCP117-at-114C

Isto é a imagem térmica de um Sonoff com um componente defeituoso ao fim de uns minutos de funcionamento, agora imagina isto ao fim de umas horas…

Um perigo, sem dúvida. Sabes se existem tomadas dessas certificadas. Ou seja, que o seguro cubra em caso de incêndio?
Obrigado

Que sejam do meu conhecimento, a trabalhar com wifi ou zigbee existem zero.

Que miséria. É aqueles sistemas tipo KNX?

Um relé “industrial” deve ser mais pequeno.
Mas é um bom ponto de vista

edit:

edit:

Em termos de conforto o sensor de temperatura deve estar próximos das pessoas

  • esp32
  • xiaomi sensor temperatura bt
  • relé industrial (dc - ac)

( uma impressora 3D :slight_smile: )

Viva, pode explicar de uma forma mais simples? Não sou muito “pro” na eletricidade.
Obrigado

Se não quiseres muito complexo. Um simples termostato serve.

Integrar tudo no HA, ficas dependente do HA.

Falando em seguros… compra um aquecedor já com wifi de origem

Só fica dependente do HA se quiser. Se o dispositivo for flashado com Tasmota, é possível criar rules e no caso de falhar a ligação ao HA este irá continuar a funcionar (tudo isto presupõe que haja wifi e depende do sensor usado).


Copyright © 2017-2020. Todos os direitos reservados
CPHA.pt - info@cpha.pt


FAQ | Termos de Serviço/Regras | Política de Privacidade